Conheça 10 Sintomas da Menopausa e Como aliviá-los

Como aliviar os sintomas da menopausa? 48 anos de idade é a idade média das mulheres quando começam a sentir os sintomas da menopausa. Ela começa quando uma mulher não menstrua por um ano. Durante este tempo, as mulheres podem ter sintomas desagradáveis ligados às alterações hormonais em seu corpo. Pode parecer algo de um futuro distante, mas a verdade é que, se você sabe desde cedo, pode superar este período com facilidade.

  1. Mudanças de humor 1:08
  2. Ondas de calor 2:35
  3. Dificuldade para dormir 3:47
  4. Depressão 4:42
  5. Problemas de memória 5:56
  6. Problemas vasculares 6:45
  7. Retenção de água 7:20
  8. Dores de cabeça 8:13
  9. Estresse 8:53
  10. Baixa libido 9:44
  11. Bônus: Comida durante a menopausa 10:40

Resumo:

– As oscilações de humor estão relacionadas a mudanças hormonais, mas ainda é possível aliviar essa condição. 50 minutos de exercício aeróbico, 4 vezes por semana, podem ajudar a controlar as alterações de humor.

– Para diminuir as ondas de calor você deve evitar cafeína, especiarias e álcool. E se for fumante, fará um favor ao excluir este hábito da sua rotina diária.

– Dificuldades para dormir ocorrem em diferentes fases da menopausa e correlacionam-se com depressão e ondas de calor em todas as fases. Depois de lidar com esses sintomas, seu sono deve voltar ao normal.

– O quanto mais cedo você procurar por ajuda médica para tratar a depressão, mais fácil fica reduzir e possivelmente até eliminar os sintomas. – As mulheres que experimentam emoções negativas também se saem pior nos testes de memória do que as mulheres que conseguem se manter mais positivas durante a menopausa.

– Para reduzir qualquer problema potencial, as mulheres devem cuidar bem do seu sistema cardiovascular durante o período da menopausa.

– Mantenha-se hidratada. Tenha muito cuidado com a quantidade de sal que consome. Tente fazer algum exercício físico todos os dias para evitar a retenção de água.

– Os médicos podem prescrever terapias hormonais que nivelam as mudanças que ocorrem durante os períodos de pré-menopausa e menopausa.

– Atividade física, ioga e meditação podem ajudar a combater os sintomas de estresse.

– A raça e a etnia desempenharam um papel importante no declínio da função sexual: mulheres afro-americanas experimentaram um declínio significativamente menor, enquanto para as de ascendência japonesa esse declínio foi muito maior quando comparadas com as americanas brancas.

– Coma laticínios o suficiente para conseguir o cálcio necessário. Obter fibra de pão, arroz, frutas frescas e cereais. Reduza o açúcar e o sal para facilitar sua transição durante a menopausa.

Fonte do artigo: Canal INCRÍVEL

 

Qual exame devo fazer para saber se estou na menopausa?

O primeiro sinal para o diagnóstico da menopausa são os sintomas que são impossíveis de não serem notados.

O primeiro sinal para o diagnóstico da menopausa são os sintomas que são impossíveis de não serem notados. Vamos falar sobre os sintomas com mais propriedade no próximo post, mas entre os principais estão: Ansiedade, ressecamento vaginal, fogachos e insônia. 

Ao perceber esses primeiros sinais de que a menopausa está chegando você deve procurar pelo seu médico ginecologista.  A partir disso, o médico vai pedir uma série de exames para poder realizar um diagnóstico preciso.

O exame indicado para saber se a mulher realmente está entrando na menopausa é o Hormônio Folículo Estimulante (FSH). Este é um exame de sangue que avalia os níveis de folículos das mulheres. Se o FSH der positivo, provavelmente o médico vai pedir uma bateria de exames para verificar como anda a saúde geral da mulher. Confira a seguir a lista de exames que podem ser solicitados pelo ginecologista nesse caso:

• Ultrassonografia transvaginal • Mamografia • Densitometria óssea • Papanicolau .

Através dessa série de exames é que será possível analisar as variações da concentração dos hormônios estrogênio, progesterona e FSH. A partir do resultado desses exames é possível detectar precocemente doenças que podem surgir junto com a chegada da menopausa. Se confirmado que a mulher está entrando na menopausa durante todo o tratamento será necessário realizar essa mesma série de exames com frequência para acompanhamento da saúde dessa mulher.

Até a próxima dica

 

 

O que é a menopausa?

Ao longo dos anos as mulheres passam por diversas fases da vida reprodutiva, precisando se adaptar. Um dos estágios que traz mais estresse para as mulheres é a menopausa e isso ocorre devido a grande quantidade de sintomas que surgem com a chegada da menopausa. Os ginecologistas explicam que é muito comum que as mulheres se percam na hora de distinguir o que é

Ao longo dos anos as mulheres passam por diversas fases da vida reprodutiva, precisando se adaptar. Um dos estágios que traz mais estresse para as mulheres é a menopausa e isso ocorre devido a grande quantidade de sintomas que surgem com a chegada da menopausa. Os ginecologistas explicam que é muito comum que as mulheres se percam na hora de distinguir o que é menopausa de climatério. Fique atenta aos sinais e saiba diferenciar:

MENOPAUSA é o período que inicia após a última menstruação espontânea.

CLIMATÉRIO é o período de transição que mulher passa do fim do ciclo reprodutivo até a chegada da menopausa.

É importante ressaltar que o período da menopausa só inicia de fato um ano depois da última menstruação. Essa delimitação acontece pois é comum que durante esse período (climatério) a mulher ainda acabe menstruando ocasionalmente em alguns meses. Durante o climatério o corpo da mulher vai passar por muitas oscilações já que é neste período que o ciclo reprodutivo vai chegando ao fim.

Em outras palavras, é durante o climatério que o corpo da mulher para de produzir os hormônios estrogênio e progesterona. A faixa etária mais comum para o início da menopausa geralmente se dá entre 45 até 55 anos. Também pode acontecer de que o climatério inicie naturalmente a partir dos 40 anos. Nesse caso, esse período fica conhecido por menopausa precoce. Além disso, algumas mulheres também precisam passar por um procedimento cirúrgico para a retirada dos ovários ou do útero, dependendo do motivo. Por outro lado, se esse período chegar depois dos 55 anos irá se enquadrar na categoria da menopausa tardia. Mas é importante informamos que esses são casos bem raros.

Independente da idade em que você entrou ou vai entrar na menopausa, este é um estágio da vida da mulher em que o corpo passa por um processo de extrema transformação e com isso, as chances de surgir ou agravar alguma doença são maiores. Além disso, a maior preocupação das mulheres com relação à menopausa é causada pelo surgimento dos sintomas dessa nova fase. Mesmo que cada corpo responda de uma forma diferente alguns sintomas que são bem característicos desse período, são: ansiedade, ressecamento vaginal, fogachos e insônia. Mas, afinal, o que de fato ocorre no corpo de uma mulher quando ela está entrando na menopausa?

Provavelmente você já deve ter escutado esse explicação de algum médico ginecologista e saiu do consultório sem entender nada. Fique tranquila, pois para facilitar o entendimento vamos explicar de forma mais simples possível. Confira a seguir! Os folículos (célula germinativa) estão presentes nos ovários das mulheres desde o seu nascimento e é a partir desta célula que os óvulos são formados.

Os ginecologistas explicam que as mulheres já nascem com cerca de 650.000 folículos e para a formação de um óvulo é necessário cerca de 1.000 folículos. Nenhum corpo é capaz de produzir novos folículos, as mulheres nascem com aquela quantidade e quando essas células vão acabando ocorre a falência dos ovários e a diminuição da concentração dos hormônios estrogênio e progesterona.